SUBIR

Nossa História

Você está em: Home » Nossa História
  • O Início

    A cidade de Botuverá, no interior de SC, além de emprestar seu nome, também foi o berço da Família que anos mais tarde formaria o Grupo Botuverá. Os pioneiros Vicente e Juvita Bissoni deram início à família que iria marcar época no empresariado de Santa Catarina, e do Mato Grosso. Um início difícil e cercado de muito trabalho, onde a subsistência era garantida pela agricultura familiar e pelo sonho de crescimento do casal.


    A imprevisibilidade da vida coloca todos frente a frente com desafios que põe à prova toda a força de vontade, determinação e seriedade de uma família, exigindo esforço e superação fora do comum. De que outra maneira se poderia explicar o crescimento e consolidação de um sucesso familiar e empresarial, com origem na pequena cidade de Botuverá e, depois Brusque, em Santa Catarina, por iniciativa de dois irmãos sem recursos ou especialização?


    Como explicar o nascimento e sucesso de uma das maiores transportadoras brasileiras, a Transporte Botuverá, a partir de dois irmãos que, no início, nem motoristas habilitados eram?


    Na verdade o alicerce que sustentou o empreendimento, naqueles dias duros, foi a educação nos valores de energia, determinação, perseverança e ética destes dois irmãos, Tarciso e Vilymar Bissoni, amparados pelo respeito e dedicação do pai Vicente Bissoni, que já trabalhava, em Brusque, com transporte de fumo para a Souza Cruz. Depois de dois acidentes com caminhões, comprados e pagos a duras penas, na década de 50, restou ao patriarca, mais que o dinheiro, oferecer aos filhos, seu exemplo de espírito empreendedor, determinação e decência nos negócios.

  • Transportadora Bissoni

    Em 1975, na pequena Brusque, nascia o grande e visionário projeto Bissoni/Botuverá que, com a mudança para Rondonópolis, no Mato Grosso, transformou-se num dos maiores sucessos empresariais do estado e do país. Em quatro décadas de trabalho e dedicação a marca Botuverá ultrapassava as fronteiras de Santa Catarina e alcançava uma dimensão que, com certeza, nem mesmo o patriarca Vicente e sua companheira de lutas, Juvita, poderiam imaginar naqueles duros anos da década de 50.

    A Botuverá teve em sua criação os sócios Tarciso e Juvita Bissoni, aos quais foram se incorporando, ao longo dos anos, Vilymar e Glomir Bissoni, aguardando que os mais novos Adelino e Santo Nicolau, terminassem a faculdade, patrocinada pela família, para entrarem na sociedade, o que ocorreria na década de 80. Esta preocupação com os estudos dos mais jovens está na essência da política da empresa, de estimular e patrocinar faculdades e cursos de especialização dos colaboradores do grupo.

  • Mudança para Rondonópolis

    Mas o início da década de 80 colocaria uma jovem cidade no caminho dos Bissoni. Uma cidade, no meio do cerrado mato-grossense, chamada Rondonópolis, que crescia e revelava um enorme potencial de desenvolvimento, captado por esta família de empreendedores natos.
    A família sabia que seria um novo e decisivo desafio para os objetivos da empresa. Deixar Santa Catarina, origem da família e de todos os projetos, não seria só um desafio, mas um exercício de desapego e pragmatismo empresarial.


    Mas Rondonópolis e o Mato Grosso eram um mundo novo, uma nova página na história da família e do projeto empresarial. E, na realidade, os Bissoni nunca tiveram medo de desafios, trabalho e dedicação. Eles sabiam que ganhariam Rondonópolis.


    A bordo de um modesto Fiat 147, Vilymar Bissoni viaja para Rondonópolis em 1982, com o objetivo de instalar-se na cidade, abrindo caminho pra a família. A primeira providência foi montar um ponto de apoio aos motoristas da empresa, a maioria de Brusque, que já trabalhavam na região.


    O transporte era a soja para Ponta Grossa, no Paraná. Já no final desse ano a transportadora contava com uma frota de 22 caminhões, a maioria adquirida pelo Finame Total, um dos estímulos do Governo Federal ao desenvolvimento da nova fronteira agrícola de Mato Grosso.
    Em 84 a empresa construiu sua primeira sede em Rondonópolis, unindo escritórios e moradias para os sócios residentes, Vilymar e Adelino Bissoni. A estes juntaram-se Glomir, Vicente e Juvita Bissoni que escolheram a proximidade da Vila Goulart para se instalar. E por último veio o Nico, para ajudar com o administrativo da empresa que já crescia rapidamente.


    Um início muito promissor, com os irmãos Bissoni começando a fazer história na nova terra. Em 1986, com o advento do Plano Cruzado, foram criadas as condições para transferência dos sócios para Rondonópolis, com o financiamento, via consórcio e Finame, de uma boa quantidade de caminhões, ampliando a capacidade de transporte disponível e acelerando o processo de desenvolvimento do grupo.


    Ainda nesta década ocorreram as primeiras iniciativas de diversificação das atividades, com a implantação de um TRR, para comercialização de óleo diesel e, paralelamente a construção de uma oficina moderna para manutenção da frota.


    O ano de 1986 assistiu mais um investimento em diversificação que, viria a se tornar um dos setores mais rentáveis do grupo. A família compra sua primeira fazenda para criação de gado, que levou o nome de Botuverá. Este nome serviu de amuleto para a família Bissoni, já que o grupo empresarial passou, desde então, a ser conhecido e respeitado pelo nome de Grupo Botuverá. A frota ao final deste ano era composta de 41 caminhões.


    Há uma realidade inconteste na história de trabalho e sucesso dos Bissoni no setor de transporte. Os primeiros sócios Tarciso, Vilymar e Glomir enfrentaram as agruras da estrada como motoristas. Aprenderam na prática dos quilômetros vencidos nos sertões do Brasil, longe de suas famílias, os segredos da atividade que escolheram para vencer como empresários. Tarciso foi caminhoneiro por 19 anos, Vilymar 16 e Glomir 12. Só após este estágio no volante se abancaram nas poltronas dos escritórios para gerenciar a empresa, que precisava deles fora do asfalto.
    Brusque, no entanto, tinha peso afetivo e o grupo não poderia abandoná-la. Em 1989 foi realizado um grande investimento na cidade com a construção de um moderno posto de combustíveis e, transferência e implantação de um novo escritório, oficina e garagem da frota, do imóvel original da família.

  • Ampliação da Frota

    Dentro do universo empresarial brasileiro a família Bissoni foi das que acreditou, de forma mais efetiva, no Plano Real em 94, apostando que o plano estabilizaria a economia e garantiria segurança a investimentos mais ousados do grupo na ampliação da frota, com renovação dos veículos por volta de 5 a 6 anos de uso. Entre 1996 e 1997 foram incorporados mais 23 caminhões à frota.

  • Abrindo Novas Frentes de Trabalho

    Neste momento o grupo, que já atuava em transporte, comércio de combustíveis e pecuária, decide investir em agricultura. Com a mesma tenacidade e eficiência empresarial, a família arriscou num setor em que não possuía experiência e tradição, mas aprendeu rápido e, mais uma vez provou que, com trabalho e dedicação, tudo é possível.


    Para viabilizar este novo ramo de atividades o grupo adquiriu, ao longo dos anos, as Fazendas Boca da Mata, Madre Paulina, Paulista, Barriga Verde, Asa Branca, Pêgasus, Vó Juvita, Retiro, Alto Alegre e Bom Pastor, entre outras.

  • Coragem para Crescer

    Com o apoio de um parque de máquinas altamente tecnificado e tecnologia de produção de alto nível de eficiência, integrado por mais de 100 máquinas e 400 implementos agrícolas modernos, o Grupo Botuverá, que iniciou suas atividades agrícolas em 97, plantando 400 hectares de arroz e 400 de soja, chegou na safra 2013/2014 a uma produção de 2 milhões e quatrocentos mil sacas de soja, milho e arroz.


    Para quem não conhecia a atividade, sem dúvida, é uma prova da eficiência empresarial dos Bissoni e, da sua enorme capacidade de assimilação de novas tecnologias. Suas médias de produtividade em torno de 60 sacos de soja e 110 sacos de milho por hectare são provas cabais desta eficiência.


    Caminhando lado a lado com as novas atividades do grupo, a transportadora atravessou 2014 com uma frota de 180 caminhões, aumentando sua disponibilidade de atendimento à demanda, sempre crescente, de transporte em Mato Grosso. Para sustentar este desenvolvimento extraordinário, o Grupo Botuverá, conta hoje com um quadro funcional de 480 colaboradores, entre os quais muitos com mais de 25 anos de serviços prestados à empresa, demonstrando a interação positiva desta grande família.


    Os colaboradores sempre tiveram uma atenção especial do grupo. O Condomínio Botuverá, uma de suas unidades de referência, possui cerca de 50 residências, escolas de segundo grau, curso superior à distância, posto de saúde com duas enfermeiras, creche para os filhos dos funcionários, cantina, campo de futebol, internet e igreja. Tudo é feito para que o colaborador e sua família tenha uma vida digna e de qualidade.


    O processo de desenvolvimento da Botuverá não tem fronteiras. Além de Brusque e Rondonópolis, o grupo, para fazer frente às necessidades de expansão, abriu filiais em Sapesal, Primavera e Campo Verde, no Mato Grosso, além de São Paulo, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Maranhão.


    A saga da família Bissoni impressiona pelo alto nível de ousadia, eficiência, pragmatismo e um forte componente de valores familiares. De Botuverá à Rondonópolis e, de Vicente a Santo Nicolau Bissoni, a família não só permaneceu unida, planejando e trabalhando junta, como manteve a confiança uns nos outros, sempre com os olhos voltados para o futuro e, sem medo de desafios. O peso do espírito empreendedor só torna o grupo mais leve.


    Sem isto, a Botuverá não atingiria a dimensão que apresenta hoje. De Santa Catarina à Rondonópolis, no Mato Grosso, o grupo evoluiu da primeira à terceira geração atual para uma produção agropecuária de 2.4 milhões de sacas de soja, arroz e milho, um rebanho bovino de 7 mil cabeças, uma frota operacional de 180 caminhões e um quadro funcional de 480 colaboradores.


    Para a Botuverá o futuro é apenas um espaço a ser conquistado. Com a consciência de que, com trabalho e unidade familiar, os novos negócios estarão presentes na saga da família, os Bissoni investem na formação das novas gerações, em busca de líderes que estarão na base do desenvolvimento sustentável que compõe este futuro. O tempero deste esforço será sempre a responsabilidade social, a consciência ambiental e a crença na própria força de trabalho da família e seus colaboradores.

#grupobotuvera

CURTA, SIGA E COMPARTILHE AS NOSSAS REDES SOCIAIS: